Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


As Portas da Remax

por MCN, em 21.11.14

Que poderemos pensar quando um ministro, no âmbito de uma interpelação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito sobre os denominados ''vistos golden'', pergunta a um dos membros da Comissão quem cria mais emprego em Portugal, o Bloco de Esquerda ou a REMAX?
Note-se que o Ministro em causa é assumidamente o autor da concepção do ''visto'', embora, ao que se diz, nada tenha que ver com a execução dos planos de arquitectura.
No mínimo, poderemos suspeitar de que os ''vistos golden'' não foram arquitectados para ''atrair'' investimento de estrangeiros, nem para que esse investimento ''gerasse'' riqueza ou criasse emprego. Mas para ''agilizar'' os negócios de especulação imobiliária. E, agilizando esses negócios, motivar os portugueses para construirem de novo casas, para que empreguem pedreiros e carpinteiros.
O Vice Primeiro Ministro de Portugal elegeu a REMAX como ''pivot'' no processo de implementação dos ''vistos golden''. Os ''chineses'' eram um acessório.
Como português, sinto-me rebaixado sempre que vejo o ministro Paulo Portas em público, revestido de arrogância, com aquele tom de voz de títere das comédias, proferir enormidades, sem qualquer contenção moral. Não entendi a razão porque a Comissão de Inquérito, após a intervenção de Paulo Portas, não desmantelou o ministro, os vistos, a hipocrisia da retórica governamental acerca da riqueza, mas sobretudo sobre a justiça.
''Pela boca morre o peixe'', diz-se. Há peixes que arrastam o cardume com a boca.

Autoria e outros dados (tags, etc)

19:46

Estamos sem dúvida perante um corrosivo, persistente e diabólico golpe institucional por parte de uma ala da magistratura, claramente envolvida com tenebrosos objectivos políticos.
É sabido que Miguel Macedo mantinha com a Ministra da Justiça uma contenda acerca da concentração de poderes na Polícia Judiciária e da exclusividade da Polícia Judiciária no âmbito da investigação criminal.
Se de facto existia um quadro de ilícitos na administração dos procedimentos de atribuição de vistos golden, os super-magistrados e a Polícia Judiciária já desmantelaram a credibilidade e dignidade do processo, remetendo-o para o elenco das manobras circences.
O estado de direito não é compatível com o facto de, para dar cobertura a uma intenção política deliberada, os detalhes dos interrogatórios aos arguidos e as suspeitas não confirmadas nem consolidadas da Polícia Judiciária serem difundidos em cima da hora pela comunicação social.
Apraz-me desde já tomar posição em relação à nomeação da nova Ministra da Administração Interna, que vem reforçar a ala da Ministra da Justiça no governo da coligação. O Bloco de Esquerda insolitamente apoia a nomeação.
Da Operação Labirinto, uma vez mais, fica a manobra e o propósito político, o circo da comunicação social e mais um grave atentado ao estado de direito. E sérias preocupações face à impunidade de uma magistratura que se julga acima da lei.
Aguarda-se que os super magistrados tenham também a dignidade de se demitirem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

14:40

Vistos Gold

por MCN, em 17.11.14

traf.jpg

Claro que não! O rapaz que trabalha nos carroceis não tem acesso a vistos golden.
Por mim, permaneço convicto de que quem deu instruções ao Director Nacional do SEF para ''agilizar os procedimentos'' foi Paulo Portas e talvez a Ministra das Finanças.
Havia que reforçar a sustentabilidade do Orçamento Geral do Estado.


Autoria e outros dados (tags, etc)

18:50

Afinal, era como te dizia. Foram só duas garrafas de vinho.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

18:44


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Pesquisar

  Pesquisar no Blog